Edição 303 | 2017

Home/ Revista/ Edição 303/ Comportamento


Clique para ver a versão impressa [+]
24/02/2017 15:33 - Atualizado em 24/02/2017 15:33

Entre amigos

Cafeterias e bistrôs se especializam para incentivar reuniões entre amigos garantindo um cardápio especial e um ambiente aconchegante

Divulgação
Divulgação
Divulgação
Encontrar tempo, disposição e conseguir conciliar a agenda com amigos e até familiares, pode ser uma árdua tarefa. Por isso, muitas pessoas, até por comodidade, têm optado pelo contato via redes sociais e WhatsApp. Apesar da facilidade que a tecnologia proporciona, os indivíduos estão cada vez mais isolados e o contato com conhecidos tem sido mais esporádico a cada ano que passa. As redes sociais, muita vezes, nos dão a sensação de estarmos acompanhando de perto a rotina e as novidades de cada amigo, mas é preciso ficar atento pois elas não substituem o contato interpessoal e uma boa conversa presencial. Apesar de encurtar distâncias, o toque, os aromas e os sentimentos despertados por um encontro, seja para um café rápido ou um longo jantar em família, só podem ser sentidos quando nos disponibilizamos para o outro.
“As mesmas tecnologias que aproximam pessoas distantes, se mal utilizadas, também distanciam pessoas próximas, prejudicam o tempo e servem como gatilho de problemas relacionais. Na verdade, a questão não é a tecnologia em si, ou o tempo que você dedica, mas sim o uso abusivo e a forma com que se relaciona com a ela. A esposa que briga com o marido pela mensagem que foi lida mas não foi respondida naquele mesmo instante; a família que mal conversa entre si durante os almoços de domingo, pois cada um prefere ficar mergulhado no mundo particular de seus dispositivos e apps; e as horas de sono perdidas em navegações intermináveis madrugada adentro no mural do Facebook. O mundo das tecnologias é mesmo muito convidativo, benéfico e transformador, mas pode se tornar um universo raso, de muitas interações e pouca profundidade e, também , palco de fuga ou idealizações”, afirma o membro do Instituto Delete, pesquisador do Instituto de Psiquiatria da UFRJ e especialista sobre o impacto das redes sociais no comportamento humano, Eduardo Guedes.

A solução
A fim de estimular o encontro entre as pessoas, têm surgido locais com agradáveis ambientes, bom atendimento e cardápios convidativos como é o caso das cafeterias e bistrôs. Motivados pela dificuldade de se encontrar um espaço aconchegante, que reúna comidinhas gostosas e clima agradável para um bom bate papo, resgatando aqueles bons tempos em que as pessoas se encontravam com mais frequência, a zona leste abriga hoje centenas de pessoas que investiram seus recursos na criação de lugares que elas definem como ideais para qualquer tipo de encontro. É o caso da proprietária do Café com Bolo, charmosa doceria e cafeteria instalada no Parque São Jorge, Andréa Juliane Carrasco. “Trabalhamos com receitas próprias e artesanais e recebemos quase que diariamente grupos que se encontram para um bate papo descontraído regado pelas delícias que servimos, desde o tradicional café com bolo até salgados, tortas, soda italiana e diversos doces”, enfatiza.
O local conta Wi-Fi mas Andréa faz questão de enfatizar que o seus frequentadores preferem mesmo uma boa conversa, além é claro de degustar os maravilhosos doces produzidos no local. Esse é o caso do grupo de professoras liderado por Helena Cerrine, moradora do Tatuapé, que se encontra mensalmente no Café com Bolo, há quase dois anos. “Procuramos um local que preze pela limpeza e bom atendimento, além das gostosuras servidas, é claro”, diverte-se. “Já nos reunimos em outros lugares antes mas aqui encontramos um espaço especial para nossos encontros onde também conversamos sobre um importante projeto social que desenvolvemos para ajudar gestantes carentes”, completa.
O grupo reúne peças de roupa para os futuros bebês e também cestas básicas que são doadas com o apoio do grupo Redenção. E, entre uma conversa e outra, uma garfada e um gole de chá ou café com leite, o grupo coloca em dia o papo que ficou atrasado, relembra fatos que marcaram a época em que lecionavam e trocam vivências e desafios dos dias atuais. “Procuro trazer alguma prenda para sortear entre as participantes do encontro. Quero estimular essa reunião para que nunca acabe, pois o contato entre os amigos e familiares é o que nos motiva todos os dias a viver”, emociona-se Helena.

Doce certa
É inegável que a tecnologia é importante para o desenvolvimento da sociedade e mudou a forma de nos relacionarmos, mas também é preciso lembrar que a solidão virtual pode e deve ser combatida com encontros entre amigos, almoços em família, limitação do tempo de uso de celular e computadores, conversas entre pais e filhos, e que tudo isso será ainda mais prazeroso com uma deliciosa fatia de bolo que lembra aqueles feitos pela vovó, com um gole de café coado na hora ou mesmo um suco ou sorvete geladinho. Para quem não quer ter o trabalho de lavar a louça, cafeterias e bistrôs oferecem essa comodidade aliada a um espaço aconchegante e atendimento personalizado.

Café com Bolo
R. São Jorge, 258 - F: 2225.1015

Divulgação
Divulgação